Dicas para escolher as cores dos móveis planejados

Dicas para escolher as cores dos móveis planejados
Dicas para escolher as cores dos móveis planejados

Lembra das caixas de lápis coloridos com 24 cores? Você também ficava olhando e pensando ‘nossa, pra quê tanta cor?’

Depois deles vieram os com 48 cores, 96 cores e o mundo dos tons parece que saiu do controle.

Se, para escolher uma cor para desenhar na escola era difícil, pense só na hora de escolher as cores dos móveis da sua casa.

São tantas variações, tantas combinações, que a cabeça parece que dá um nó!

Ainda bem que aqui na Daico nós somos especialistas em desenrolar e produzimos um conteúdo especial para te ajudar na hora de escolher as cores dos móveis para seus ambientes.

Vamos lá!?

A rainha das cores

Branco no mobiliário do quarto e closet. Minimalismo e simplicidade.

Entra ano sai ano, o branco continua absoluto na preferência das pessoas. Não é só o fato de ele ter uma cara mais minimalista, mas também ajuda na iluminação do ambiente, porque reflete a luz.

Além disso, o branco é mais fácil de combinar com qualquer outra cor, criando contrastes e também facilitando na hora de decorar o ambiente.

Por isso, ele continua reinando absoluto, mesmo com tantas cores à disposição. Na hora de pensar nos seus móveis, não deixe de levar em conta essas questões.

Cores Neutras

Cozinha em tons neutros. Suave, mas com personalidade.

Se você quer colocar um pouco de cor nos seus móveis, mas não quer perder a mão, os tons mais neutros são uma solução para você.

Preto, cinza, chumbo, marrom, bege, verde oliva e suas variações podem te ajudar a criar um ambiente mais destacado, mas sem exageros.

Eles também transmitem uma sensação de sobriedade e sofisticação, e podem ser usados entre si ou combinados com o branco, para deixar o móvel mais clean.

Cores Quentes 

A alegria de uma cozinha amarela

Vibrantes e cheias de vida, essas cores transmitem alegria e são associadas ao calor. Tons de amarelo, laranja, vermelho e vinho são bem chamativos e devem ser usados com cuidado.

Elas roubam toda a atenção do ambiente para si e não devem competir com outro ponto tão chamativo quanto elas.

Por isso, se você optar por uma cor vibrante, as demais utilizadas – inclusive na decoração – devem ser mais calmas para equilibrar o quadro.

Cores Frias

Um banheiro com cores frias

Em contrapartida, azul, verde, roxo e rosa são cores mais tranquilas, dando um ar de mais sobriedade ao ambiente e também dando a impressão de que ele é maior.

Apesar de não serem tão agitadas, elas também precisam ser combinadas com cautela com outras cores e decorações. Geralmente estão associadas ao preto ou branco, formando uma dupla muito chique.

Tons Madeira

Madeira e preto, uma combinação lindíssima.

Atemporais e combináveis com qualquer cor, os tons madeira ganharam muito espaço nos últimos anos e são uma excelente escolha.

Além da cor característica, eles remetem à natureza, deixando o ambiente moderno e sofisticado. Vale usar madeira de demolição, tons amendoados e até em nuances mais escuras como o carvalho.

Agora que você já conhece um pouco da divisão das cores, vamos falar sobre como você pode definir qual delas vai entrar em cada ambiente da sua casa.

Olhe para o chão

Não ignore o chão na hora de pensar nas cores dos móveis

Na hora de pensar no projeto do mobiliário não podemos nos esquecer do chão. O tom dele e as características vão influenciar no todo do ambiente, já que a pessoa não pode ignorar o chão onde pisa ao chegar na sua casa.

Se ele for amadeirado, evite usar nos móveis tons muito próximos, o que pode confundir uma coisa com a outra (ainda mais se eles estiverem em contato).

Também leve em conta o quão escuro ou colorido seu piso é para evitar criar uma concorrência entre a cor da mobília e do chão, deixando o ambiente muito carregado.

Certamente misturar muito ‘de tudo’ vai fazer você cansar do projeto logo.

Pense na utilização 

Quarto infantil em rosa e verde

Outra questão a ser pensada é para quê aquele móvel será usado. Mobiliários para quartos, escritório e até cozinhas gourmet, podem ganhar tons mais coloridos sem perder a beleza.

Nesses locais,um pouco de cor vai trazer mais vida e deixar o ambiente mais animado. Não precisa ser um móvel inteiro, pode ser um detalhe nas gavetas, prateleiras ou bancada.

A cor em questão vai depender do restante do ambiente: cor do piso, paredes, tamanho,iluminação. Enfim, coisas que um arquiteto vai conseguir te orientar.

Ah, e claro, leve seu gosto em conta também!

Fuja da modinha 

Projete e acerta ao invés de seguir a moda

Existem combinações que são lindas hoje, mas que podem não ser tão boas assim daqui há uns dois ou três anos – e nós estamos falando dos móveis da sua casa, não de um vestido novo.

Por isso, veja sim quais são as cores do momento, mas leve em conta seu gosto e a contemporaneidade desse ambiente pós-moda.

Um projeto harmonioso e duradouro vale mais do que aquele ambiente cheio de atualidades, mas que logo vai perder a graça.

Por fim, lembre-se que o espaço da sua casa é composto por muitas nuances: dos móveis, piso, paredes e decoração. Combinar tudo isso é um desafio, mas com a ajuda certa você conseguirá ter a casa dos sonhos.

Pensando em renovar a sua casa ou planejando a mobília da casa nova? Vem falar com a gente!

Nossos especialistas estão sempre prontos para te ajudar a construir o melhor projeto para você e sua família.

Clique aqui e encontre a loja mais próxima de você.

Quer receber dicas e novidades?

Você pode saber mais sobre como lidarmos com seus dados pessoais e seus direitos, revendo nossa política de privacidade