Como fazer a gestão de uma loja de móveis planejados?

Como fazer a gestão de uma loja de móveis planejados?
Como fazer a gestão de uma loja de móveis planejados?

Administrar uma loja não é tarefa simples. O sucesso, para ser conquistado e mantido, requer atenção do empreendedor a diversos fatores, entre mercado, finanças, vendas, equipe, clientes e fornecedores. Adotar um sistema de gestão de loja é, portanto, essencial para acompanhar resultados e fazer correções.

Se você vai abrir sua primeira loja de móveis planejados em breve ou precisa de dicas para melhorar os resultados do negócio, veio ao lugar certo. Neste post, você encontrará informações valiosas para criar um sistema de gerenciamento eficiente e prático. Confira na sequência!

Gerenciamento eficaz: chave para o crescimento

Trabalhar para fazer bons negócios é o foco. Porém, muitos são os desafios enfrentados por quem deseja destaque no setor moveleiro, superando a concorrência e conquistando cada vez mais clientes.

Entre questões internas com funcionários, negociação com fornecedores e variações do próprio mercado, é preciso fazer uma boa administração para equilibrar as demandas e as necessidades a fim de oferecer sempre o melhor.

A organização é peça-chave em todo o processo, independentemente do modelo de gestão eleito. Isso significa definir objetivos específicos, estabelecer caminhos para alcançá-los e acompanhar cada passo dado, fazendo as correções de rota quando necessário.

Gestão de loja na prática: 6 pilares fundamentais

Uma gestão de loja eficiente deve se preocupar com mais do que apenas resultados de vendas. A busca é pelo corte de custos sem afetar a qualidade, pelo aumento da produtividade sem baixar a satisfação dos funcionários e pelos diferenciais que ajudam na fidelização. Separamos, a seguir, os seis pilares fundamentais!

1. Fluxo de caixa

Um fluxo de caixa organizado e atualizado é o melhor atestado da saúde financeira do negócio. A partir dele, é possível saber quais os ganhos e gastos do empreendimento, além de fazer previsões para o futuro, como investimentos em melhorias.

Estabeleça períodos para controle dos dados junto à equipe financeira, evitando surpresas, erros e até mesmo desvios de recursos.

2. Estoque

É preciso saber equilibrar a demanda, evitando excesso ou escassez de produtos na loja. Para tanto, estabeleça uma rotina para a atualização do inventário a fim de manter o controle dos produtos antes de fazer pedidos de compra novos ao fornecedor.

3. Sazonalidade

Você conhece a sazonalidade do seu ramo de atuação? Promova pesquisas para saber quais os períodos de maior movimento (para preparar o estoque e o time de vendas) e quando é mais necessário promover ações para atrair consumidores (promoções, marketing e propaganda).

4. Fornecedores

Escolha os fornecedores para sua loja de móveis com cuidado e faça avaliações periódicas junto aos clientes e aos funcionários para analisar a qualidade dos produtos e serviços oferecidos, bem como o nível de satisfação. Assim, fica mais fácil promover parcerias duradouras apenas com as melhores marcas.

5. Funcionários

Aprender a contratar os funcionários certos para cada função e avaliar o desempenho são ações importantes para construir e fortalecer a equipe da loja. Um plano de carreira sólido e métricas claras para avaliação ajudam a promover a satisfação interna do time, algo que se reflete no atendimento e na produtividade.

6. Marketing

O investimento em estratégias de marketing para loja de móveis e na presença online da sua marca auxilia na hora de promover vendas e conquistar os clientes. Verifique a possibilidade de ter um e-commerce (com um sistema de gestão específico) e amplie o alcance dos negócios.

Acompanhamento e avaliação: supervisão e correção

Falamos sobre organização e pilares aos quais estar atento na hora de fazer o gerenciamento da empresa. No entanto, vale lembrar que tudo isso só funciona se houver um acompanhamento constante de cada área, avaliando resultados e promovendo as alterações necessárias para a melhoria.

A boa notícia é que nenhum gestor precisa fazer isso sozinho. Existem soluções — sistemas ERP — que promovem a integração de áreas e facilitam o acesso aos dados e relatórios. Com elas, fica mais fácil observar possíveis erros e tomar decisões mais acertadas para o futuro.

Aproveite as informações do artigo para começar agora mesmo a implementar um sistema de gestão de loja, fazendo um retrato dos negócios na atualidade e um planejamento estratégico para um futuro de conquistas.

Que tal receber dicas de materiais exclusivos sobre o universo do varejo de móveis planejados? Assine a nossa newsletter!

Quer receber dicas e novidades?

Email cadastrado com sucesso! :)