Como aplicar a gestão da inovação em lojas de móveis

Como aplicar a gestão da inovação em lojas de móveis
Como aplicar a gestão da inovação em lojas de móveis

Inovar está na moda, mas como aplicar a inovação na minha própria loja de móveis? Adaptar as tendências dos grandes mercados a nossa realidade local tem sido um questionamento recorrente nos dias de hoje. 

Para te ajudar com essa dúvida, reunimos dicas simples e práticas para você começar a inovar hoje mesmo.

O que é inovação? 

Em termos acadêmicos, pode-se definir inovação como a junção de três fatores que trabalham juntos para criar uma nova solução, são eles:– Criatividade: geração de uma nova ideia ou sugestão de melhoria;

– Viabilidade: tornar a ideia possível de ser executada;

– Demanda: quando a ideia viabilizada se torna um produto ou serviço concreto e está pronta para ser comercializada. 

Ainda, podemos dividir a inovação entre radical/disruptiva, que é aquela que muda completamente a forma como uma empresa trabalha ou fabrica seu produto; e inovação incremental, que é o tipo mais comum em empresas já estabelecidas, nesse caso a inovação é gradativa e parcial, inova-se em um processo, numa forma de fabricação, na maneira de atender os clientes e assim por diante. 

Com isso em mente, confira algumas dicas para aplicar a gestão da inovação na sua loja de móveis.

1. Incorpore a inovação como parte do processo da sua loja de móveis

Um ambiente favorável à inovação reúne duas características centrais, a liberdade para sugerir mudanças e a tolerância a falhas. 

De nada adianta um discurso de que sua loja de móveis precisa inovar se, no dia a dia, seus colaboradores de todos os níveis não tem liberdade para propor mudanças. Ou, se quando alguém tenta fazer algo diferente, não é visto com bons olhos. 

O primeiro passo para ter uma gestão inovadora é ter uma gestão empresarial empática a mudanças, flexível e que lidere pelo exemplo.

2. Implemente grupos de trabalho e valorize os resultados positivos

Falar sobre inovação é a parte fácil, reuniões para gerar soluções e ideias de melhorias também. A parte mais difícil está em colocar essas ideias na prática. 

Uma boa dica é criar pequenos grupos de trabalho que vão ser responsáveis por testar e aplicar essas ideias. Dentro desse grupo, estabeleça funções, responsabilidades, metas e prazos, assim vai ser possível medir se uma ideia está funcionando ou não. 

E é claro, quando uma inovação der resultados positivos, valorize todos aqueles envolvidos no processo, dessa forma, você cria um ciclo de boas ações que geram boas recompensas.

3. Olhe para outros mercados e busque parcerias

Muitas soluções inovadoras podem ser criadas apenas olhando para os processos internos da sua empresa, mas, as inovações mais disruptivas só surgem quando olhamos para uma situação de maneira nunca antes vista. Por isso, olhe para o mercado, pesquise tendências e tente entender como sua loja de móveis pode interagir com os produtos e/ou serviços de outra empresa de forma criar soluções inovadoras.

Outro ponto interessante em buscar parcerias é que isso significa que você não precisa, necessariamente, trazer para dentro da empresa expertises que não são da sua área de atuação. Por exemplo, se a sua inovação passa pelo desenvolvimento de um software, ao invés de contratar uma equipe de programadores, você pode encontrar um parceiro que já possua essa capacidade.

4.  Não perca o foco no que mais importa

Inovar é um processo incômodo, trabalhoso e, por vezes, frustrante, portanto, inovar apenas por inovar não faz nenhum sentido. Antes de seguir qualquer uma das dicas citadas anteriormente é importante que você tenha claros quais são os objetivos da sua empresa, e então, oriente os processos de inovação a partir das suas metas. 

Em outras palavras, inovar tem um custo, não só humano, mas também financeiro, por isso, é necessário selecionar as inovações que vão trazer resultados para o seu negócio.

Para inspirar-se, leia:

Business Model Generation

De autoria de Alexander Osterwalder e Yves Pigneur, o livro é um guia de metodologias para construir, testar e validar modelos de negócios, personas e estratégias. 

Entre suas metodologias está o CANVAS, um modelo de negócios que inclui nove blocos básicos de construção: segmentos de clientes, propostas de valor, canais, relacionamento com clientes, fluxos de receita, recursos principais, atividades-chave, parcerias principais e estrutura de custos.

A Startup Enxuta

Em um mix de exemplos reais e lições aprendidas ao longo de sua carreira, o empresário Eric Ries mostra como empreender através da inovação para criar empresas bem-sucedidas e com produtos que realmente conversem com seu público. 

Em uma das passagens do livro, o autor classifica como desperdício “toda atividade que não contribui para se aprender a respeito dos clientes”.

Sprint. O método usado no Google para testar e aplicar novas ideias em apenas cinco dias

Nesse livro, o designer Jake Knapp apresenta a metodologia que criou enquanto trabalhava no Google para testar qualquer processo de inovação em cinco dias. O método teve tanto sucesso que foi incorporado por todos os departamentos da empresa.

Vale lembrar que a metodologia desenvolvida por Knapp pode ser aplicada em empresas e equipes dos mais variados tamanhos e formatos. 

Aplicar a gestão da inovação na sua loja de móveis é uma forma eficiente de garantir que sua empresa estará em destaque no mercado. Quando bem aplicados, os processos de inovação podem agregar grande valor às empresas. 

Se gerir sua loja de móveis é um dos seus desafios diários, assine nossa newsletter e receba conteúdos como esse regularmente. 

Quer receber dicas e novidades?

Email cadastrado com sucesso! :)